DEFINIÇÕES E FÓRMULAS  1) O risco para os bens patrimonais R é por definição : R = P / ( A * D) Onde: P = Risco Potencial ;  A = Risco aceitável ; D = Nível de Protecção  O risco potencial P é definido por : P = q * i * g * e * v * z Onde : q é o factor de carga calorífica ( carga térmica ), i é o factor de propagação, g é o facto de geometria horizontal, e é o factor dos andares, v é o factor de ventilação, z é o factor de acessibilidade. O risco aceitável é por definição :  A = 1.6 - a - t - c  Onde : 1,6 é o valor máximo de A, a é o factor de activação, t é o factor de evaucação, c é o factor de conteúdo O nível de proteccção D é por definição : D = W * N * S * F Onde : W é o factor dos recursos de água, N é o factor de protecção normal, S é o factor de protecção especial , F é o factor de resistência ao fogo.   2)  O risco para os ocupantes R1 é por definição : R1 = P1 / ( A1 * D1)  Onde: P1 = Risco Potencial;  A1 = Risco Aceitável ; D1 = Nível de Protecção  O Risco Portencial P1 é definido por : P1 = q * i * e * v * z  onde q é o facto de carga calorífica ( carga térmica ), i é o factor de propação, e é o facto dos andares ( níveis ), v é o factor de ventilação, z é o factor de acessibilidade. O Risco Aceitável A1 é definido por: A1 = 1.6 - a - t - r Onde : 1,6 é o valor máximo de A, a é o factor de activação, t é o factor de evacuação, r é o factor ambiental   O nível de Protecção D1 é definido por D1 = N * U Onde : N é o factor de protecção normal e U é o factor de fuga